GWS Icone FaceBook TOPO BlueGWS Icone Youtube TOPO BlueGWS Icone Mail TOPO Blue

GWS Novo Flash Pref Brasilandia MT 003

Secretaria Municipal de Assistência Social

Conheça Nossa Secretaria (Secretario (a), Estrutura Organizacional, Competência, Endereço, Notícias, Galeria de Fotos e Documentos)

Terça, 05 Dezembro 2017 10:23

Para especialistas, cortes orçamentários comprometem Sistema Único de Assistência Social

Publicado por:

SUASGestores públicos e deputados debateram nesta quarta-feira (25), em audiência púbica realizada na Câmara dos Deputados, estratégias para reverter os cortes orçamentários da Assistência Social para o exercício de 2018. O encontro foi promovido por três comissões: Legislação Participativa; Trabalho, Administração e Serviço Público; e Seguridade Social e Família.

Segundo a deputada Flávia Morais (PDT-GO), uma das autoras do pedido de audiência, dos R$ 900 milhões que estavam previstos, só constam R$ 78 milhões para o setor. Na opinião da parlamentar, o corte compromete o avanço do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e retoma o modelo do assistencialismo, onde prevalecia a distribuição de cestas básicas doadas à comunidade.

“Hoje a Assistência Social compõe um sistema complexo que vem avançando cada vez mais e precisa do reforço de recursos”, disse a deputada.

Assistentes sociais presentes ao debate denunciaram que o atual Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias vai causar o desmonte do SUAS, já que prevê um corte de 98% dos recursos. A categoria defendeu a recomposição do orçamento para o setor.

Novos números
Em resposta, o deputado Cacá Leão (PP-BA), responsável pela negociação do Orçamento 2018 com o Poder Executivo, afirmou que essas informações “não condizem com a realidade”. Segundo ele, o documento com esses valores só foi enviado para cumprir prazos, e que além disso o governo federal se comprometeu a mandar uma retificação da peça orçamentária com novos números.

Já o deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE) destacou que a Frente Parlamentar de Assistência Social já conseguiu articular para este ano um suplemento de R$ 100 milhões para o Sistema Único de Assistência Social, que já está na Comissão Mista de Orçamento.

O deputado Jorge Solla (PT-BA), por sua vez, informou que foi aprovada uma emenda da Comissão de Seguridade Social e Família, no valor de R$ 1,5 bilhão, que poderá recompor os valores da Assistência Social para o próximo ano.

Universalização

O secretário-adjunto de Assistência Social de Mato Grosso, José Rodrigues Rocha Júnior, destacou a universalização da política de assistência social de cinco anos para cá e ressaltou a importância do Estado no atendimento à população mais carente. “Se a família abandona essas pessoas necessitadas, quem vai cuidar delas, se não o poder público? ”.

O vice-presidente do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social, José Roberto Zanchi, destacou a importância da recomposição do orçamento.

“É o desmonte do Sistema Único de Assistência Social. Só que esse desmonte, ele pode ser um desmonte institucional, com eu falei, mas o serviço, a demanda continua acontecendo no município. Então, vai sobrar para os municípios executarem esses serviços e a gente também não tem dinheiro, e somos nós que co-financiamos a maior parte dos serviços de assistência social”, disse.

O deputado Cacá Leão informou que o texto com valores atualizados do Orçamento 2018 deve ser enviado pelo Poder Executivo até esta sexta-feira (27). Na segunda-feira, um grupo de parlamentares e senadores deverá ainda se encontrar com o relator da Comissão Mista de Orçamento para discutir o assunto.